Siga nos no YouTube e veja nosso conteúdo! >>https://www.youtube.com/c/fazerhomemvalorizar

Isso é uma questão aflitiva que quase a maioria de nós seres humanos indagam: Porque temos tantas dificuldades em nos relacionar, porque é tão difícil estar em um relacionamento amoroso sem problemas, sem dificuldades?

Temos todos esses questionamentos, porque hoje, nos é apresentado umas tentações de opções, de poder de escolha que alguns anos não tínhamos.

Hoje você pode escolher. Porque temos liberdade para fazer escolhas. E como escolher roupas, você pode mudar seu estilo num piscar de olhos, os modelos te seduzem na vitrine, me compre. E quando você entra na loja você se depara com mais modelos e pensa: aquele modelo que vi na vitrine já não é tão bonito como antes, este aqui fica melhor! Como teremos um namoro tranquilo, com respeite e fidelidade se não contentamos com o que temos?

Sempre estamos buscando olhar outros tipos e modelos. Sempre insatisfeitos. E vislumbrando algo maior. E nesse vai e vem, temos pessoas inconstantes, que namoram , terminam, e logo depois engatam outro namoro. Que ante as dificuldades vislumbram outra situação, outra área de escape, que seja não ficar num relacionamento desgastado. As pessoas perderam o interesse de se melhorar. De amadurecer, de optar por uma vida em comum com pessoas que escolhemos inicialmente para estarmos juntos. É mais fácil trocar, e mais fácil substituir, e porque não dizer descartar.

Quando se tem liberdade de escolha, obviamente achamos fácil nos desprender de algo que não está bem. Antigamente os namoros e casamentos eram arranjados pelos nossos pais. Não se tinha tanta liberdade aparente.

Entre a década de 50 a 60 todo esse modelo de relacionamento se transformou para o que temos agora. Muitas opções, muitas formas de se relacionar. E nessa mudança toda, existem pessoas que buscam, se enveredam pelos caminhos de amar e ser amado, de não estar só, de não viver na solidão, de querer algo firme, sem burlar seus reais intentos.

Quando tentamos nos relacionar, ainda tentamos porque amanhã ou daqui a algumas horas, a pessoa que constituímos laços afetivos, família, pode simplesmente ir embora, pode não querer e nos deixar sem cumprir aviso prévio. Porque o poder de escolha, a tal liberdade deu todo esse aparato para que ele(a) não mais quisesse estar ao nosso lado. Aprender que o outro pode ir embora, que pode nos deixar, nada mais é que se manter firme e não se deixar levar por esse modelo desenfreado de oportunidades.

Se você quer ter um relacionamento estável, duradouro com amor e respeito. Ame-se antes, procure não deixar que o outro seja responsável pela sua felicidade. As mil opções que temos de mudar de rumo, de optar faz sempre enxergamos que a grama do vizinho e sempre melhor que a nossa. E assim sedentos por novidades, abandonamos, traímos. E buscamos tudo aquilo que o mundo pode nos ofertar. Não tenha medo do ir embora, não se ache ridículo por querer e buscar um relacionamento estável, com respeito e confiança. Se o moço (a) te deixou por outra (o), ou porque vocês brigavam muito? Entenda, não insista.

Deixe o tempo dizer se a tal escolha que ele fez valeu a pena. Siga sua vida, opte pelo que você acredita. Apenas tenha paciência para que neste planeta de 7bilhões de seres em mudança constante, possamos encontrar alguém que queira o mesmo. Compartilhar os momentos bons e ruins, e queira ficar, não queira desistir. Queira estar do nosso lado. E prefira não se aventurar por terras desconhecidas, busque o porto seguro das suas mãos e do porvir sem desistências.

Texto por Sara Oliver, colaboradora do site.

 

Siga-me nas redes sociais
Categorias: Valorização

11 Comentários

Sandy · 28 de janeiro de 2016 às 13:14

Lindaaa!? Como faço pra entrar em contato com você?

    admin · 28 de janeiro de 2016 às 15:40

    Sandy,

    Apenas por consultoria.

    Bjs
    Linda Cristina

Bibi · 28 de janeiro de 2016 às 14:02

amei o texto. Parabéns linda vc vem me ajudando bastante.

Elis · 28 de janeiro de 2016 às 16:15

Perfeito!

Jade · 28 de janeiro de 2016 às 18:13

Ameiii!!! Verdades q esqcemos! Obrigada.
Mil bjs.?

Izaa · 29 de janeiro de 2016 às 10:05

Linda,

A consultoria é apenas com vc certo?
Os outros colaboradores só escrevem, mas só você que atende! Certo?rsrs’

Bjuus

    admin · 29 de janeiro de 2016 às 10:06

    Izaa,

    Certíssimo rs

    Bjs
    Linda Cristina

Isa · 29 de janeiro de 2016 às 11:41

Achei um pouco contraditório o texto, pois aconselha a não abandonarmos nossos relacionamento em busca de melhores, e logo embaixo manda abandonarmos e encontrar alguém que combine mais com agente.
Confuso!

    Sara Oliver · 29 de janeiro de 2016 às 14:08

    Isa
    O medo do ir embora, é da pessoa que nos deixa. Se temos um ideal de ter relacionamentos estáveis e com parcerias não devemos deixar de crer porque o outro nos abandonou. E sim, firmar no propósito que acreditamos independente se a pessoa está ou não conosco. Defendo sim, relacionamentos baseados em cumplicidade, apoio mútuo. E se o outro não nos propicia isso e queira nos deixar o nosso papel único e exclusivo e respeitar.

Louise · 18 de fevereiro de 2016 às 03:01

Bom, como já tive a iniciativa de me inscrever no seu blog como seguidora… RS
Tenho que comentar esse post: foi definitivo pra mim.
Estou procurando ainda viver em paz e me bastar, mas acredito que já consegui bastante sucesso!
Perfeito, Linda!
Muito obrigada!

E aí, o que acha? Comente!