depoimento

Bem, se meu depoimento e relato podem ajudar, eis aqui: eu era uma moça simples, criada no interior, com educação rígida, cheia de responsabilidades e quase nenhum direito.

Meu pai era muito machista e controlador. Então depois que alcancei a maioridade,

conquistei a liberdade e vim para a cidade onde conheci o homem que viria ser o pai da minha filha.

Eu tinha valores e princípios e acreditava na palavra, na honestidade das pessoas.

Me apaixonei por essa pessoa, achava que nunca mais amaria ninguém na vida e que morreria sem ele.
Quando engravidei, a máscara dele caiu… Ele passou a tentar me convencer que um aborto seria a melhor solução.

Fiquei arrasada, chorei por dias e noites, evitei encontrá-lo, pois estava decidida que entre ele e meu bebê, eu preferia o bebê sem titubear.

Ele me abandonou durante a gravidez, raras vezes veio me ver, e no dia do parto ele se recusou a me acompanhar.

Então minha filha nasceu linda, perfeita, um encanto de bebê que ele só conheceu uns 3 ou 4 dias depois.

Eu ainda não havia conseguido me livrar do apego, do desejo de modificá-lo, de conquistá-lo

Mas ele ficava comigo e ao mesmo tempo engravidou outra mulher e foram morar juntos.

Então fiquei dois anos sofrendo uma dor dilacerante, em luto mesmo, só que depois comecei a repensar se valia a pena sofrer por uma pessoa sem caráter, sem amor, sem respeito. É difícil, mas um dia a gente supera.

Depois encontrei outro mais maduro, mais educado, mais carinhoso e esqueci completamente.

Atualmente, ele está sendo rejeitado pela outra, meio abandonado e, quem diria, 13 anos depois ele me manda mensagens na madrugada, me liga e eu fujo feito o diabo da cruz.

Já encontrou aqui o outro namorado que eu tinha, muito mais bonito, mais jovem e mais educado e morreu de ciúmes.

Nenhuma mulher do mundo deve se subestimar achando que não sobrevive a um término.

Somos fortes e por mais que doa e que nos faça sofrer, a gente renasce das cinzas…

Para mais conteúdos: 👉🏻👉🏻👉🏻 Loja Virtual

Escrito por

Linda Cristina

Coaching de Relacionamentos, Autoestima e Valorização Pessoal