Muitas mocinhas, mulheres me perguntam e aí Sara como faço para mostrar que estou bem, que o cara me perdeu, e ele ficar se remoendo por ter me abandonado?

Eu sei como é porque o nosso ânimo fica tão destroçado depois de um término que acabamos querendo provar para o outro que ele perdeu uma mulher com todos os atributos. Queremos mostrar para o ser que nos deu um pé na bunda que ele vai se arrepender amargamente por ter nos deixado.

Como faço para que o outro me veja bem, e saiba que estou bem sem precisar fazer alarde? Um belo dia ele aparece e finalmente poderei mostrar todo meu encanto, mulher decidida e feliz e ver o outro tipo: Puxa vida ela está linda! Eu tinha essa mulher na minha vida e a deixei partir.

Isso aconteceu comigo, todas às vezes porque incrivelmente eu fui deixada pelo meu ex-marido e também pelo ex do trauma.

E sabe o que tenho para contar para vocês e que no final eu não fazia nada, eu simplesmente vivia, levava minha vida normal, sem precisar fazer grandes mostras que estava bem. O despertar,  não me deixar abater foi à resposta para essas perguntas que vocês tanto querem respondidas.

Porque ser humano nunca acha que depois de um tombo você vai se levantar, ainda mais se foi você quem deu o tombo.

Se o outro que dispensou, na cabeça de muitos ele acha-se o insubstituível, o grande cara que você irá sofrer muito e nunca irá superar. E acontece justamente ao contrário, ser humano tem uma capacidade impar e voraz de se readaptar, de se modificar dependendo das circunstâncias, e quando a gente sofre isso fica mais evidente e chamativo.

Quando eu era casada, tínhamos carro e moto, e eu simplesmente vivia precisando de favores para ir me buscar no trabalho, faculdade e cadê que me dispunha a aprender a dirigir?

Para que não é mesmo? Tinha o marido lá, podia até reclamar, mas me buscava, fazia o que eu pedia. Aí casamento acabou e me vi pegando seis conduções para chegar ao trabalho, vivia mais dentro de um ônibus do que trabalhando, cansada, correria imensa e ainda com filhos pequenos para cuidar e educar.

Multipliquei-me por mil, para dar conta de tudo, e pensei: porque não aprendo a pilotar, não tenho condições de ter um carro agora, mas moto sim.

Cadê a CNH ? Não tinha. Para tirar tinha que ter dinheiro e tempo. E a situação estava difícil, dominando todos os meus medos que tinha de pilotar uma moto, com ajuda do meu patrão consegui comprar um Shineray 50CC (kkk), não precisava de habilitação. Primeiro dia, tombo feio que ralou todo meu joelho. E lá estava eu seguindo, quebrando tabus e receios.

Já não precisava correr tanto igual uma louca, mesmo sendo uma condução simples, já resolvia meus problemas mais prioritários. Depois de um ano e meio troquei a moto por uma com mais cilindradas, tirei a carteira, é depois de quase dois anos, tirei uma zero Km e com maior potência. E aquele pavor de pilotar acabou-se e virou uma das minhas maiores paixões.

Estou contando isso tudo, para chegar ao ponto que quero mostrar a vocês:

O ex-marido e o ex-namorado que chutaram o meu traseiro, me viram movimentando, eles nunca me viram estagnada. A minha vida não parou por conta deles, e esse é o ponto que vocês precisam se ater quando fizeram a pergunta: como faço para ele ver que estou bem?

Você não precisa mostrar, falar ou ficar se fazendo entender. O pai dos meus filhos ficava olhando todas as coisas que ia adquirindo e encarava-me como uma mulher forte e decidida, que não tem medo e mesmo com tantos tropeços estava de pé e seguindo. Que mesmo após um casamento finalizado, eu continuava fazendo minhas coisas e progredindo que seja de modo lento, mas tudo ia se moldando com o tempo e serenando os empecilhos.

Meu ex-namorado  me viu ali pilotando e pegando estrada sozinha coisa que ele não tinha coragem de fazer, porque sempre me dizia que era muito arriscado e perigoso. E a coragem que ele não tinha, eu estava lá mostrando sem querer que apenas colocava em prática. E nas nossas conversas ao me perguntar sobre a minha vida, e as coisas que tinha feito, fui contando, abrindo tudo e ele apenas repetia: você nunca para, você não é gente é um robozinho ou seja:

ESSE É O SEGREDO PARA O SUCESSO E PARA A RESPOSTA QUE VOCÊ TANTO BUSCA: QUANDO ELE VAI ME OLHAR E SENTIR QUE ESTOU BEM?

Não pense que mostrando roupas, postando fotos de balada e corpo sarado o cara vai se sentir um idiota por ter perdido –  e não estou querendo aqui dizer que dar uma repaginada no visual não seja revigorante para a nossa autoestima, o cara pode achar ótimo, sensacional e que você está um pitelzinho, mas a verdadeira encarada que ele dá mesmo e quando vê você progredindo, trabalhando, fazendo coisas diferentes, sem precisar dizer ou escancarar. Porque o que mais acontece é a mulher querer a todo custo mostrar que está bem e por apenas 10 segundos de conversa o cara perceber que é tudo lorota e só uma forma de aparecer para o outro que superou sendo que é justamente ao contrário.

E por isso que sempre falo aqui, quando esse cara voltar ele precisa sentir que você está lá, mas que você já não se vincula mais a ele, precisa sentir que você está vivendo, curtindo, se divertindo e feliz, sem ele do lado. A sensação é de superação da sua parte, e do outro lado mesmo se não existir sentimento algum e que você não se deixou abater e está melhor que quando estava com ele.

  • Ela conseguiu, mesmo eu tendo a deixado, ela sofreu, mas superou! Ela não se subestimou e foi à luta e agora como está diferente? Não por fora e sim por dentro!

Sacaram? Perceberam que atitude na vida é tudo? Você quer mostrar para o cara que você está bem, que ele perdeu um mulherão? Não precisa! Basta apenas você fazer suas coisas, e quando ele voltar contar às novidades que aconteceram na tua vida desde o dia que ele saiu pela porta e não mais voltou. Das viagens que tu fez, do hobby que você adora, do curso de capacitação, etc. Faça algo por você, se descubra, tenha algo para falar da sua vida, de tantas coisas que conseguiu e verá o espanto do ser que não quis você na vida dele.

NOVIDADES… SEJA A MULHER COM MUITAS NOVIDADES, BELEZA?

Sara Oliver