Olá! Em meu último post, fiquei em abordar a traição; ato vil tanto por parte de homens como mulheres.  Mas, percebi haver uma percepção um pouco imprópria que levam a mulheres taxarem homens de machistas. Como entender os homens?

Oras, se o objetivo aqui é fazer homem valorizar, garanto que um dos itens imprescindíveis para você conseguir isso, é que se valorize primeiramente e, conhecedora do que é um homem, saberá dar a eles a devida percepção, tratamento e por consequência ser valorizada.

Ok! Então… Tudo que você sabe sobre homens, aprendeu com???  Com??? Mulheres, não é?
Errado portanto! Aprendeu um monte de besteira. Se você quer aprender sobre homens, aprenderá com homens.

Então, vou repassar a você, um capítulo de um livro meu de 2007 intitulado “Um tratado sobre homens para que mulheres saibam” que mostra em poucas palavras que um homem é um macho, mas que nem sempre o macho será machista, Assim, você discernirá o macho do machista e ambos do cafajeste. Isso já te colocará na dianteira.

Vamos lá?

Só para lembrar: “Os homens são todos iguais. Só mudam de endereço.”

Que novidade, não é? Mulheres, guardem isso na memória: os homens, todos eles, só querem sexo. Alguns, discretíssimos, nunca passarão essa impressão. Podem ser velhos, religiosos, empregados, etc.. Outros, com alto nível de cafajestismo, farão você se sentir um grão de milho numa pocilga cheia de porcos. Mentirão, encherão suas cabeças de ilusão, enfim. Desse conceito excluo os gays e incluo as lésbicas, certo? Lamento mas é essa a verdade e inexiste machismo aqui. Só fatos.

Os homens têm algumas características que, quando sabidas, ajudará as mulheres a conviverem mais, digamos, pacificamente com eles:

  • Homens, sempre olham para outras mulheres. Em especial para o traseiro delas. Lembro-me de estar um dia com minha mulher no shopping quando passou uma loira oxigenada que me chamou a atenção. Minha mulher, me disse em tom levemente gélido:

— Assim você vai quebrar o pescoço!
E eu respondi:
— De quem está falando? Daquela loira oxigenada, com calça preta, dois dedos da calça enterrados na vagina, bustiê branco, decotado até o umbigo e de bundinha arrebitada, salto altíssimo balançando os cabelos pra cá e pra lá? Não, querida. Não reparei não…


Claro, na primeira oportunidade, tomei um ardido beliscão no traseiro. Mas… Adivinha com quem dormi abraçadinho aquela noite?

  • Coçar o saco em público? A maioria.  O problema é que alguns são tão sutis como uma manada de hipopótamos levantando vôo. Falta a eles saber que isso incomoda você. Mas você não fala, não é? Vamos! Ele precisa saber o que incomoda você. Havendo consideração caráter e amor, ele cuidará mais para não fazer coisas que ao ver dele é frívolo, mas que você não gosta, ok? Não espere se unir a ele para agir. Aí será tarde.
  • Ocasionalmente, homens se fecham e vão para sua toca interior. Isso ocorre por motivos variados, quando ele precisa digerir alguma questão que o está incomodando. Cabe só a ele entender, racionalizar e administrar. Se já perguntou para ele se o problema é com você e sentiu sinceridade numa resposta seca, do tipo “não”, deixe-o em paz. Será a melhor coisa a fazer. Logo ele sai do seu refúgio renovado e pode até ser que ele compartilhe depois os motivos do silêncio.
  • Homens não gostam muito de jogos de adivinhação. Se você for objetiva e direta obterá sempre os melhores resultados com eles e ainda se surpreenderá!

Amanhã terá a parte II

como entender os homens

Escrito por

Tony

Depois de décadas numa multinacional, lancei um livro sobre relacionamentos humanos e outro sobre a relação do profissional iniciante com as grandes corporações. O primeiro, em papel. O segundo no iBooks da Apple.

Minha proposta é partilhar conhecimentos que ajudem as pessoas a se encontrarem como seres humanos e profissionais para que a vida seja como merecemos.