Estamos no mundo onde fazer não é o item de prioridades na vida de ninguém.

Fazemos apenas quando queremos ou quando achamos que devemos fazer porque assim obteremos algo em troca. E quase raro encontrar alguém que não faça querendo ter essa devolução inserida. Porque se você faz, você pode não receber em troca, e isso é chato e porque não dizer frustrante.

Estamos na onda do orgulho e do egoísmo exacerbado. Tudo que é feito tem algo oculto. Se o cara não te liga, não deve fazer, se o cara demora em te responder você tem que demorar o dobro para ele entender que você não aceita esse tipo de atitude. Estamos querendo convencer quem? Que somos pessoas que  não insistimos, e nem corremos atrás? A tese aceita agora e quem ignora mais?

E muitos esquecem que amor não manipula, não corrompe, nem usa de artimanhas para conseguir aquilo que quer. Estou todos os dias vendo pessoas que preferem ficar caladas, sem mover um centímetro do seu pé para buscar aquilo que tanto deseja. Vejo pessoas que acham que estão fazendo excelente negócio agindo desta forma. Valorização não tem nada com ser orgulhosas, valorização e você amar a você primeiro, e depois o seu semelhante. Onde tem orgulho aí? Ou o famoso gelo? Existe um questionamento infundado que se eu quero ser notada tenho que ignorar, mas esquecemos de que isso só funciona quando alguém tem sentimentos pela nossa pessoa. Não sabemos ignorar de forma correta nem usamos isso da maneira que mostra resultados.

A valorização nossa apenas começa quando aprendemos que se uma pessoa não nos é recíproca, não devemos insistir. Devemos deixar ela do lado, e que ela faça as escolhas que quiser, sem a nossa intervenção. Mas quem faz isso? Praticamente ninguém.

Não existem mais respeito nem tentar entender que o outro não nos pertence. Que se um moço te deixou você não deve buscar respostas, porque elas não existem. A vontade do outro geralmente nunca é respeitada porque achamos que temos o direito sobre a pessoa, que ela não pode sair das nossas vidas sem antes explicar. E justamente o que se faz e ao contrário, o abandono sempre vem da forma mais dura.

Vivemos no tempo que os relacionamentos são líquidos, ou seja, por qualquer coisa eles viram água e se vão pelo ralo sem nenhuma explicação. Nada é para sempre, tudo é para quando eu acho que é viável.

E assim a linha de escrita dos relacionamentos se definha e esvai-se sem prévio aviso. E você que foi deixada tente não se responsabilizar pela falta de compreensão do outro, e porque não dizer, afeto e consideração por tudo que viveram. As pessoas sempre irão mostrar o pior delas quando o fim acontece.

E você será a que terá que juntar os pedaços de uma relação destruída. Existe neste mundo o lado bom é ruim qual lado você quer ficar? Escolha!

Eu escolhi deixar entrar apenas pessoas que possuem o mesmo grau de sintonia e respeito que eu, tente buscar isso também. Funciona!

Sara Oliver

 

 

 

 

Siga-me nas redes sociais
Categorias: Conquista

19 Comentários

Louise · 10 de agosto de 2016 às 11:41

Meu Deus!!!!!
Estávamos conversando sobre isso outro dia (eu e minha melhor amiga).
As coisas viraram de cabeça pra baixo, nós, muitas vezes, temos que fingir ser quem não somos.
Eu disse a ela que fazia parte da minha essência fazer as coisas que me dá na telha, sem esperar que ele pense nada, ou responder quando quero a uma mensagem, sem ficar contando as horas antes de o fazer.
As pessoas vivem jogando hoje.
Disputando a tapa a atenção, principalmente, de um homem.
Gente, vamos acordar….
O que a Sara falou tá certíssimo mesmo..
Quanto mais você for você, sem jogos e sem gelos forçados, mais o seu relacionamento será seu. Você não vai passar toda sua vida representando, sendo alguém que não é, ou pior, fazendo coisas que normalmente não faria pra ter destaque aos olhos dos outros.
Eu Tbm escolhi deixar apenas pessoas conectadas em uma boa frequência entrar em minha vida e só assim eu me permito sintonizar com elas (não digo so sem relação a relacionamentos amorosos). Eu escolhi ser feliz e estar bem independente de qualquer situação…
Eu escolhi aceitar o fluxo da vida e encarar que tudo passa… Sejam coisas boas ou ruins, passam.
Eu escolhi aceitar que as outras pessoas tbm possuem livre arbítrio e nem por isso elas querem de fato me atingir por alguma escolha que fizer, mesmo sendo me deixar.
Eu escolhi ficar em paz comigo, me valorizar e sintonizar a bons pensamentos e a Deus.
Vamos descomplicar nossas vidas, por favor.
Fico com o coração partido quando leio os comentários dos textos (leio todos e todas as respostas), é realmente muito triste ver o rumo que as coisas tomaram na nossa sociedade.

    Luana · 11 de agosto de 2016 às 01:14

    Arrasou gata! Também concordo. Sabe eu prezo pela autenticidade, mas às vezes a gente quer tanto conquistar uma pessoa que procura meios de conquistas e aí vem o famoso gelo. Não gosto disso, acho tão supérfluo. Respondo a hora que quiser, um minuto, um segundo. Mas ainda preciso amadurecer essa autenticidade. Porque de todos os lados é imposto que devemos fingir! Agora, óbvio se não é recíproco, aí que tem que seguir em frente.

Mili · 10 de agosto de 2016 às 11:50

Bom dia Linda e Sara.

Sara, meu agora ex terminou cmg porque não confia em mim. Desde que qdo começamos a nos relacionar, desconfiava de mim pq não aceitei namorar. Aí ele rackeou meu cel e via tds as minhas conversas no whats. Nessas conversas, dizia que ele era feinho, pobre e que não gostava dele. Ainda dava trela para alguns amigos que sabia que eram a fim de mim. Nunca o traí. Ele permaneceu cmg e começamos a namorar. Porém, nunca mais confiou e terminava por qq motivo e voltava. Até que precisou ir embora da minha cidade em março e continuamos à distância. Não deu mais certo. Brigava cmg sempre e terminava e voltava. Terminou definitivamente no finalzinho de maio. Corri atrás por 1 mês até que cansei e criei vergonha na cara pq ficar ouvindo que o cara não gosta mais, que já está ficando com outra e que não vai voltar além de td dói. Faz 2 meses e um pouquinho que ele terminou e faz 1 mês que sumi. Permaneço em silêncio sepucral. Há três semanas atrás o ser ressurgiu. Me desbloqueou no insta e mandou oi e perguntou de uma prova que fiz, se foi difícil e aproveitou pra pedir pra eu deixa-lo me seguir. Não visualizei, não respondi e não deixei. Aí na terça à noite me ligou e não atendi. Na quarta logo de manhã me ligou novamente e não atendi. Agora sumiu. Será que só qria saber disso? Ou arrumou essa desculpa pra saber se ainda estou na dele? Será que ainda há sentimento? Não sei o que fazer caso ele reaparecer.
Obrigada. Bjo

    Sarah Oliver · 10 de agosto de 2016 às 17:22

    Mili
    Gente insegura que não confia nem na própria sombra e problema sério. Você vai viver a vida tentando provar para o cara que você é uma boa pessoa, que ele não precisa se preocupar e o cara está la, querendo todas as provas possíveis do seu amor. Nossa, fiquei até cansada de tanta energia gasta. Então você vai tentar provar para ele todos os dias, ou vai dar um basta na situação?
    Sara Oliver

      Mili · 11 de agosto de 2016 às 07:47

      Obrigada por sua resposta.
      Concordo que terei que ficar privando o meu amor. O que não mencionei é que essa falta de confiança dele tem mto a ver com a separação dos pais por conta de traições de ambas as partes. E eu sabia desse histórico pq ele me contou. Vou seguir com minha vida. Se for pra ser, quem sabe um dia não volta.

      Obrigada. Bjo

rosa bela · 10 de agosto de 2016 às 11:54

” As pessoas sempre irão mostrar o pior delas quando o fim acontece”

Cezar · 10 de agosto de 2016 às 12:04

Muito bom Sarah!

Eu particularmente compreendo que a libertação dessas situações desagradáveis não está fora de nós, mas sim dentro. É aceitar as pessoas com seus egoísmos, porém sem si identificar com eles. Deixe-os fazerem suas escolhas elas certamente terão suas próprias consequências. Viva nesse mundo mas considerando que nada é seu.

    Sarah Oliver · 10 de agosto de 2016 às 17:24

    Cezar
    Aplaudindo de pé, sua forma de explicar tão…tão….bem!
    Sara Oliver

Ayla Maria · 10 de agosto de 2016 às 12:21

Oi Sara,
Já fui deixada. E quem não? Já juntei todos os pedacinhos e arrumei tudo em mim. Todo dia é uma vitoria. Vejo algo novo e que gosto muito e me mantendo firme me colocando em primeiro! Já me recuperando… Por que não dizer, recuperada né… Apareceu alguém e eu não tenho interesse. Parece que faço jogo mas não é. O jeito dele e alguns gostos me deixam cheia de dúvidas. Não me deixei corromper pelas relações de antes, sou capaz de amar muitas vezes. Eu não entendo. Amo seus textosss. Tô sempre lendo aqui. Bjs

Rosana · 10 de agosto de 2016 às 14:25

Parabéns pelo texto, parece que vc andou dando uma espiadinha no meu relacionamento.
sou casada a um ano e meu marido me disse que eu sufocava ele, queria saber td aonde foi o que estava fazendo, com quem conversou etc…dai mudei “um pouco” , deixei um pouco de perguntar de mandar msg toda hora de querer saber td, porem agora ele age dessa forma, se ligo liga, se mando mensagem manda, se me afasto se afasta, se ignoro ele ignora e vai fundo pq é do tipo que não arreda pé eu sempre que tenho que ceder para que as coisas fiquem melhor. to cansada..creio que ele vai mudar somente se eu mudar, mas estou um pouco perdida não sei como fazer..
Como ignorar de forma correta?
Para me valorizar, a que dar importância?
Como fazer para me amar em primeiro lugar? parar de pensar sempre no que ele vai achar, ou sempre tentar agradá-lo o máximo possível?
me ajude please…rs

    Sarah Oliver · 10 de agosto de 2016 às 16:59

    Rosana
    Vou mudar o nome de ignorar no seu caso para desapego. Seu marido é seu? Não.Não e propriedade sua. Quer fazer as coisas, faça. Mas ele sabe como ninguém que tudo tem aquela coisa bacana da lei do retorno. O problema maior que existe nos relacionamentos e justamente essa coisa de prisão. O outro não pode mais fazer nada, queremos mudar o outro na marra, forçadamente. E isso não é uma coisa que geralmente funciona, no caso dos homens. E sempre o inverso, eles querem ter o controle. Porque ao invés de você tentar ignorar, você não chama ele para uma conversa e explica o que você sente, já tentou fazer isso de forma sucinta e serena? Se você faz bico e não fala, homem não vai te perguntar o que está acontecendo. Sente e converse, e a melhor pedida sempre.
    Sara Oliver

Sonhadora · 11 de agosto de 2016 às 00:29

Olá Sarah e Linda!
Inicio meu comentário parabenizando vocês pelo blog, é maravilhoso!
Tenho quase 30 anos e terminei recentemente o único relacionamento sério que tive (12anos e meio – 4anos de namoro e casamento de quase 9 anos)… Vivi uma história linda com meu esposo mas, há muito tempo não mais estávamos felizes.
Sempre me cuidei, sou uma mulher bonita, estudada e independente financeiramente. Quando do fim do meu casamento, há 3 meses, me aproximei de um alguém que conheci numa ocasião de trabalho há quatro anos. Conversamos numa tarde de trabalho em que estivemos por horas a sós, eu disse a ele que estava me separando e ele me disse que estava em um namoro há dois anos mas, não via mais futuro na relação. Ele pediu meu número de telefone e passamos a nos a falar diariamente (no trabalho nos vemos 1vez na semana e apenas por minutos). Duas semanas de conversas e saí com ele pela primeira vez, conversamos bastante e nos beijamos (quase fizemos sexo), dias depois saímos novamente e transamos. De início eu apenas queria matar minha carência, ele é muito atraente e paquerarmos foi algo que nos massageou o ego. Depois do sexo ele sumiu por uns dias e eu também, uns dez dias depois ele me ligou e disse que havia terminado o namoro e que gostaria de me ver. Enrolei ele umas duas semanas e finalmente saímos e entre outras coisas, transamos novamente.
Nossos momentos juntos são bons, temos química sexual e leveza nas nossas conversas mas, já percebi que meu coração vai me trair. Ele continua me procurando no entanto, já disse que devo ser racional e ter controle sobre o meu coração pois, segundo ele, ele não é homem para que eu invista em namoro ou casamento… Tudo está muito confuso para mim, eu sei que entrei na paquera pois queria me sentir viva novamente, não vislumbrei relacionamento sério, porém estou receosa de acabar gostando muito dele e quebrando a cara. Ah detalhe, todas as nossas saídas são às escondidas (somente nós sabemos o que temos)
Desculpe o longo desabafo, realmente não sei o que pensar, acho que por inexperiência em relacionamentos…
Será que ele está querendo apenas sexo comigo?

    Sarah Oliver · 11 de agosto de 2016 às 16:54

    Sonhadora
    Para bom entendedor você querendo ou não já pescou o que o cara quer. Curtição no nível máximo.
    Se o alerta já se mostrou presente, e porque está te enviando sinais para você pisar no freio e reduzir o acelerador da empolgação.
    Você compreende que as coisas não podem e não serão como você busca quando aparece esses sinais que muitas vezes burlamos e fingimos não ver.
    Se você queria uma afirmação te dou: ele só quer sexo. Mas, você sabe o que deve fazer. Ficar ou sair.
    Sara Oliver

Camila · 11 de agosto de 2016 às 01:07

Poxa, cade a Linda com os textos claros e objetivos? Sobre manipulação (do bem), comportamento padrão masculino, autoestima, como se sentir poderosa e como agir em cada situação? Como ela mesma diz, homens são uma ciência exata. Eu e minhas amigas estamos entrando cada vez menos no site…
Os textos da Sara parecem daqueles sites “Casal sem vergonha”, “entenda os homens”. Não queremos ler clichê!

    Dani · 12 de agosto de 2016 às 16:46

    Concordo! O blog perdeu a essência total.

Nanda · 11 de agosto de 2016 às 01:09

Bom há alguns meses acabei me envolvendo com um cara (moleque ) da facul , o dito cujo parou de me seguir no insta sem nenhum motivo então fiz o mesmo e decidi exclui lo da minha vida, blok ele no whts, exclui do face, snap e até troquei meu número.
Infelizmente este período estamos pegando aula no mesmo andar e até pego uma matéria na turma dele (graças a Deus ele não pega essa matéria ) e acaba que sempre estamos nos batendo no corredor mas não falo nem ele até pq eu não fiz nda de errado p ele me tratar da maneira a qual fez .
Tenho ido arrumada todos os dias e percebo que os homens têm me notado muito e senti que ele tbm tá percebendo isso e tá querendo se chegar, já até quis falar com a minha melhor amiga mas ela o ignorou por ele ter deixado de segui lá tbm sem ela ter nd a ver com nossa história.
Em fim , hoje voltei a ficar com um garoto que eu ficava ano passado e acabamos nos distanciando.. Se o cara voltar a falar cmg eu não dou resposta ou jogo na cara dele td que acho ? Que ele foi infantil e dps continuo ignorando ? Bjs

    Sarah Oliver · 11 de agosto de 2016 às 16:58

    Nanda
    Sério que você ainda quer que esse cara volte a falar com você? Dê graças que ele não está mais na tua vida. Livramento moça.
    Você vai perder tempo em falar com ele e lavar a roupa suja porquê?
    Não tiveram nada, e você afirmou que ele é moleque no inicio do seu comentário, e por que raios ainda você tem esperança que ele venha falar com você?
    Não agrega, tchau!
    Sara Oliver

Mônica · 11 de agosto de 2016 às 17:36

Olá, Boa tarde!
Conheci um cara recém separado, ficamos por 2 meses juntos, fui na casa dele e até mesmo a conhecer familiares. Porém ele disse que estava confuso, inseguro e com medo de assumir uma relação, eu fui bem clara e disse que sabia o que queria e que ele me esquecesse, depois de uma semana e começou a vir atrás me chamando para sair, nós encontramos em um bar e ele veio me questionar o porque eu fiquei tão chateada. Fui muito clara com ele, sobre os meus sentimentos e que ele não poderia brincar com as pessoas desta forma… Em nenhum momento eu fui atrás dele, simplesmente respondia as mensagens no whats e pronto. Ele sempre mandava uma mensagem e outra, para nós encontramos.
Depois de 1 meses, saimos novamente e ficamos… Como devo proceder??

    Sarah Oliver · 11 de agosto de 2016 às 17:52

    Mónica
    Cara confuso, traumatizado eu tenho um recurso ótimo que uso para todos que chegam com esse papo: desculpe moço não sou sua terapeuta, e nem sou graduada em psicologia, procure tratamento que eu não vou poder te ajudar.
    Não tem conversa com esse tipo de cara, primeiro porque isso despende de tempo e energia e você não tem garantias nenhuma que mesmo depois que ele se curar vai querer ficar com você. E homens que fazem isso acabam usando a gente como estepe para até então quando achar algo se relacionar.
    Ao invés de parar, e analisar seu comportamento eles ficam pegando, curtindo para assim recuperar o ego perdido por alguma mulher que chutou o traseiro dele bem bonito.
    Olha nem tente arrumar esse cara e se apiedar dele, não compensa. Te garanto depois de algum tempo que você não cedeu as investidas dele, irá acabar sabendo que ele já está com outra. Como sempre dizem: a fila anda.E pare de ceder para ele você não é estepe. Você é senhora do seu destino, abra portas para quem busca os mesmos objetivos que você, não perca tempo com gente com coração machucado, ele vai acabar destroçando o seu.
    Sara Oliver

E aí, o que acha? Comente!