Pois é, até agora tem 4 mulheres decididas que resolveram contar de sua vida, sem ficar mencionando o outro. E estou achando muito pouco. Será que falar de si mesma, é algo difícil? Eu vou ficar aqui esperando chover comentários onde você se disponha a me contar sua vida, e todos seus planos. Ehh quero ver o rebento. Prometo que responderei todos os comentários feitos deste post, um por vez nem que isso me cause calo nos dedos.

Desafie-se!

Sara Oliver


48 Comments

Gi · 28 de novembro de 2016 at 10:45

hahaha gostei!!
eu conto tambem Sara

    Sarah Oliver · 28 de novembro de 2016 at 14:28

    Gi
    Agora, se você ficar remoendo eu te bato via transmissão de pensamento. Fale de você.
    Sara Oliver

      Gi · 28 de novembro de 2016 at 15:01

      HAHAH não estou mais Sara, você me ajudou a enxergar a vida com outros olhos *-*

      Nesse tempo de descoberta e SOZINHA hahaha pude reconhecer alguns pontos meus cruciais que nem eu sabia, como gostos e vontades. Ultimamente to adorando ficar em casa de fds nas noites, mesmo que for sozinha, assistir Netflix, filmes, séries, ou sair para tomar açai e sorvete.
      Pude reencontrar amigos de quase 10 anos e isso me fez bem! Pois andava mto sozinha, triste e cabisbaixa rsrss

      Sei que tudo que aconteceu na minha vida, com relação a TUDO, foi PORQUE EU PERMITI, então to tentando me policiar com coisas que falo e faço!
      To deixando o passado la no lugar do passado, e focando no meu futuro, na minha faculdade, em ajuntar dinheiro pq quero viajar para fora ♥ rsrsrs

      Confesso que nesses meus 25 anos estou vivendo a melhor fase!! Estou feliz comigo mesma, com meu cabelo, corpo, estudos, trabalhos, estou mais perto de minha família!!

      E tuuuuuudo isso foi por conta de voces!! Principalmente do seu Detox e do pé que eu levei, mas to feliz, graças a Deus também eu to bem!! Eu estou sendo o grande amor da minha vida!! E Deus, que coisa mais gostosa *-*

        Sarah Oliver · 29 de novembro de 2016 at 08:53

        Gi
        Eu fico feliz com toda a entonação do seu comentário, eu não fiz nada e tudo foi você se permitindo descobrir isso sozinha. Eu estou confiando em tudo que está me dizendo, e você sabe estou de olho em cada particularidade que você diz aqui. Eu marco viu? E não esqueço. kkk.
        Você vai aprender mais e só buscar isso. Deixe que o tempo te envie boas vibrações e isso depende de você, unicamente!
        Sara Oliver

playthesong · 28 de novembro de 2016 at 10:50

Ain,

Meu problema é que sou extremamente ansiosa, sempre acho que meus relacionamentos não vão dar certo e acaba sufocando a pessoa.

Eu quando saio com alguem, tenho a necessidade de falar com ele todos os dias, senão eu acho que a pessoa vai me esquecer, vai conhecer ou já está conhecendo outra pessoa.

Conheci um cara há um mês, e nas primeiras tres saídas estava ótimo, ai meu radar de perseguidora ligou e eu acabei mandando mensagem todos os dias e o cara começou a se afastar. Achei que o melhor jeito de reverter isso era mandando menos mensagens (mas não parei). Até a hora que ele me mandou ‘que eu quero falar todos os dias e pra gente ficar uns dias sem se falar pra dar espaço’.

Eu, claro, não falei com ele desde então. Sei que só foram dois dias, mas fico pensando. Será que ele vai chamar, será que parou. Se ele chamar, devo sair com ele de novo!

Sei que nesse caso o problema sou eu, e não sei se tenho solução hahahahaha

    Sarah Oliver · 28 de novembro de 2016 at 14:37

    playtesong
    Puderá que você não sabe a resposta ou a solução do seu problema. Cadê sua vida mulher? Se você fala e afirma constantemente que não vai dar certo, porque diaxo vai dar? Palavras tem poder e quando você mesmo profetiza desabona tudo. Ei, falando aqui bem baixinho pra ti, carência, apego são os pontos chaves para você mudar sua conduta, se você se acha pouco, que sempre vai ser trocada, porque você acha que alguém vai ficar do seu lado? Ah, que importa que existem mulheres de todos os tipos, se valorize porque se não fizer isso pela sua pessoa, ninguém fará.
    Apego, dependência emocional é legal? Você acha bonito? Então tá, vou dar um exemplo básico aqui: pense que você é filha única e sua mãe e super protetora que não deixa você quieta. Tudo ela quer controlar: seus horários de almoço, quando chega, onde está, e tudo que está fazendo. Controla seus amigos, sua vida, suas opções de escolha, seu modo de vestir, sua forma de encarar a vida e não respeita seu espaço. Pois então, que acha de alguém assim na sua vida? Agora vire-se para o homem que você está conhecendo, que acha que ele vai sentir com todo esse controle e falta de espaço?

    Sara Oliver

Vih · 28 de novembro de 2016 at 10:56

Ahhh Sara vc é incrivel nos desafiando dessa forma….eu estou um momento tão grande de descoberta, de desafios, seus textos tem me ajudado muito…
Realmente falar de si mesmo é dificil, mesmo que seja coisas boas, parece que somos condicionados a nos esconder de nós e focar apenas no outro e quando nos damos conta a vida passa e só vivemos em função dos outros…
Sabe que algumas pessoas me chamam de egoísta mas não me considero assim não…..aprendi a duras penas a pensar em mim primeiro, em segundo em mim e depois se sobrar tempo o outro…..sabe estou colhendo os frutos em todas as área e tudo começou a fluir muito bem na minha vida, não que eu não pratique o bem até porque acredito muito no amor e na caridade mas aprendi que só consigo fazer bem ao outro se estiver bem comigo….
E esse site, você e a Linda, me ajudaram muito….Obrigada de coração….Beijosssss

    Sarah Oliver · 28 de novembro de 2016 at 14:39

    Vih
    Ponto para você. Você disse uma coisa essencial: se não estiver bem com você, não tem como você fazer bem ao seu próximo.
    Tá tudo dominado, tá tudo dominado, a Vih entendeu o recado!kkkk. Palhaça eu sou, mas estou contentíssima por ti.
    Sara Oliver

VIVIANE MESSIAS LESSA · 28 de novembro de 2016 at 11:03

Realmente é um desafio muito grande falar de nós mesmas. Nessa sexta passada, levei um chute do cara que estava envolvida. So eu estava. Machucou bastante, até pq fiz das tripas coração e o servia o tempo todo. Era a boazinha e o que me restou? O sofrimento. Mas estou decidida a dar a volta por cima. Pretendo estudar e melhorar meu cargo na empresa que trabalho, retornar ao esporte, curtir meu filho e aprender a viver so comigo. Ele me tratou muito mal, sempre fui sua última prioridade. Pior, que ainda tenho recaídas e penso em procura lo. Difícil !!!

    Sarah Oliver · 28 de novembro de 2016 at 14:44

    VIVIANE
    Ai, ai! Falta uma coisa para ti Viviane, se permite: focar nas prioridades da sua vida. E cara que coisa boa, Deus é espetacular, te deu um bem precioso que se chama um filho, e sabe porque aconteceu isso? Porque Ele sabia que você precisaria de um ponto máximo e que valia mais a pena de qualquer ser neste mundo: seu filho. Eu até brinco que Deus me passou a perna, sabendo do jeito que eu sou vida louca, pensou direitinho e programou: vou dar duas bençãos para a Sara, dois meninos que quando ela cair no fundo do poço a razão que fará ela se reerguer será os filhos. E Vivi te falo, aí de mim se não fosse meus filhos, eu nem sei se estaria aqui agora te escrevendo isso.
    Deus escreve certo por linhas tortas. Foca em você e na sua prioridade principal seu filho, as coisas vem.
    Sara Oliver

Thiago · 28 de novembro de 2016 at 11:36

Olá Sarah,
Bem…desde que estou passando por esse problemas afetivos tenho me perguntado o que será de mim a partir de agora sozinho!!! E confesso que quase que diariamente minhas ideias mudam muito, tem momentos que penso que quero começar uma vida nova longe da minha cidade, com pessoas novas, locais novos pra explorar, mas tbm tem dias que sei que devo ficar por aqui mesmo, que os problemas vão onde quer que eu vá… Próximo ano vou investir absolutamente em mim em relação aos estudos, esse ano me abandonei de uma forma incrível…mas nunca é tarde pra recomeçar!!! Minha vida atual desde a separação até que está boa…pensei que fosse sofrer todos os dias com a ausência dele, mas até que não!!! Embora ainda pense todos os dias acredito que tem coisas na vida que acontecem para nosso bem, que sofrer faz parte da vida e que a prorrogação dessa tristeza só depende de nós mesmos. O amanhã a Deus pertence sei disso, mas o que eu puder fazer pra me deixar mais feliz eu faço. Meu trabalho não é dos sonhos mas me deixa seguro, meus amigos são meu apoio, visto que minha família é muito ausente em minha vida, mas não sofro por isso, sempre fui de respeitar a vontade de todos.
Por fim Sarah, o que eu sei que eu aprendi depois das caídas nessa vida e depois de acompanhar esse blog quase que diariamente é que tenho que me colocar no pedestal da vida e que não preciso de ninguém ao meu lado que não queria estar comigo, por mais que sofra e doa dizer isso. Hj tow aprendendo a ser a pessoa mais importante da minha vida!!! Só tenho a agradecer a vc e a sua equipe por nos apoiar sempre!! E olha, depois bem que vc poderia escrever sobre relacionamentos gays.. com certeza deve ter amizade com algum pra poder se inspirar…se quiser posso até te ajudar..heheh

    Sarah Oliver · 28 de novembro de 2016 at 14:57

    Thiago
    Não se sinta fora do ninho, você e meu filho rebelde com causa kkk. Eu sou dureza e trata com dureza os pormenores da vida. Quem disse que levar chute no traseiro e bom? Homem, mulher, gay, lésbica, tanto faz, nesta hora todo mundo se atola na merda e fica por horas lá cheirando o coco azedo e fedido. Eu sai de uns cocos bravos, aprendi a ri do dia que atolei literalmente na bosta, e fiquei podre. Mas nada fica com um belo banho nem que seja com criolina kkk. Eu sou dura comigo, quantas porradas me dei. Tinha gente que queria me bater, eu falava: não precisa não eu mesma me faço esse favor. Tebefe !kkkk. Meu cabeleireiro e uma bicha doida da peste, eu trato como bicha, gay, que sei lá não consigo fazer distinção sacou. Até hoje quando vou lá arrumar minhas madeixas eu pego chamando ela de ele. E falo: você entendeu tá. Não me peça para acertar as coisas, eu sou burra neste quesito. kkkArruma meu cabelo e me deixe divã. kkk. Foi com ele que aprendi fazer a xuca kkk. E para coisa que não presta eu aprendo rápido. kkkk. Olha eu falando besteira aqui, desculpe tá,me empolguei.
    Sara Oliver

Luana · 28 de novembro de 2016 at 11:42

Oi Sarah, então vivi um namoro relâmpago que me marcou demais, pois nos dois eram muito parecidos. Até que uma bela noitada brigamos feio e ele preferiu terminar pra que não aconteça o pior, eu fiquei mal pakas… Mandei um texto imenso pra ele e a peste nem pra mandar um “.” se quer. Foi ai que decidi tomar a minha vida e focar no meu desenvolvimento financeiro e espiritual. Me apeguei de vdd a mim msm e não quero saber de outra pessoa a não ser a mim e o que vinher vai ser apenas para somar e se não for, que nem bata na porta.
Gosto dele ainda, tenho avó dele como a minha avó. Mas é só aceito oq for do agrado de Deus, e pôr incrível que pareça eu tô mega feliz :))

    Sarah Oliver · 28 de novembro de 2016 at 15:00

    Luana
    Sim, pescou a origem de todos os males. Sabia que até hoje eu faço isso? Me recluso por dias, meses e fico lá quietinha só vendo as coisas acontecerem? Sem ninguém, sem rede social, sem nada. Eu fico me consumindo, adorando meus momentos comigo, e quão mágico é essa sensação? Faça esse retiro espiritual sobre você, sua vida e se reencontre. A resposta virá.
    Sara Oliver

Luke · 28 de novembro de 2016 at 12:02

Pois é Sara, não sou mulher mas vamos lá hehe

Desde o tal dia do rompimento depois de sofrer, em 4 meses eu fiz quase mais coisas do que nos 9 anos que eu estava junto heheh

Estou preocupado em cuidar de mim, estou indo na academia que sempre quis fazer mas não fazia, terminei minha CNH que também estava pendente, estou indo semanalmente no psicólogo que está me ajudando a perceber coisas que eu não enxergava, estou indo no dentista pois quero um sorriso digno de ator da globo hahahah

E estou fazendo meu visto americano para visitar meu irmão na Califórnia 😉

Imagina tudo isso em apenas 4 meses hehe, não vou ficar esperando nada sentado, vou fazer por mim.

Muito obrigado Sara 😉

    Sarah Oliver · 28 de novembro de 2016 at 15:05

    Luke
    Não importa, que salto homem do céu. Se eu fosse sua ex está roendo todas as unhas de tanta coisa que você fez em tão pouco tempo. Ai, me faz um visto meu, eu vou, nem que seja na asa do avião vai, kkkkkk. Que podre de rebento de chique. Aí que inveja branca, troca de lugar comigo vai? kkkkk. Meu é só duas crianças de 9 e 6 anos, que adora correr, fazer arte, pular nas coisas e tem resposta para tudo, que mal a nisso? Eu vou para California e você fica com eles. kkkk. FAça um ato de caridade ser egoísta. kkk.
    Brincadeira a parte, estou aqui feliz por você, tá vendo que a gente descobre nossas origens, e só querer, e de repente: acontece.
    Sara Oliver

Luanna · 28 de novembro de 2016 at 12:36

Sarah, me ajude. Estou em um relacionamento de 1 ano e 3 meses. Eu tenho 45 anos e ele 42. Porém, ele nunca me assumiu, vem na minha casa e conhece a minha família, mas nunca me apresentou a dele. Ele some todos os dias do celular – sempre no mesmo horário. Nunca o peguei com marcas e nem perfumes. Ele é totalmente seco comigo, porém não consegue ficar longe e só se dedica à mim na hora do sexo. Ele também não gosta de beijar, é um cara totalmente misterioso. Já terminei diversas vezes e pedi para nunca mais me procurar, mas ele sempre volta. Ele trabalha em um lugar onde não tem mulheres e está sempre perfumado – já cheguei até a pensar que ele pode ser Bi… será? -, No facebook dele só tem mulheres maduras e da faculdade. Ele mora sozinho e tem dois gatos.. Sarah, como sua experiencia, o que vc me aconselha a fazer? Muito obrigada!

    Sarah Oliver · 28 de novembro de 2016 at 15:08

    Luanna
    Caramba, eu não pedi para você morrer por ele, pedi só para falar de você, cadê sua parte que se importa com você? Essa semana vai ser destinado o espaço para vocês passarem a semana toda falando de vocês, só de vocês. Pode ser ou não? Não vou responder nada que não seja sobre a sua vida, avaliações que fez, e que pretende fazer. Não me pergunte o que eu te aconselharia, eu quero saber de ti, apenas.
    Sara Oliver

luciana · 28 de novembro de 2016 at 12:54

boa tarde, me chamo Luciana, 36 anos, advogada, atualmente, resolvi cuidar mais de mim, estou fazendo acompanhamento nutricional, perdi 10 kilos, tratamentos esteticos, botox, pelling, preenchimento, dermarroler, estou me amando e me tratando como mereço ser tratada, com muita atenção e mimos. Tenho varios problemas e estou aprendendo a lidar com eles, ainda sou muito ansiosa, e aprendi que não adianta sofrer por antecipação, ou tentar mudar o que não pode ser mudado. Com isso meu pensamento e vida mudaram muito, tenho algo que me incomoda? Esta no meu alcance a mudança desse problema?:o que posso fazer pra mudar isso:? estou disposta a pagar esse preço? E assim a vida segue, foco em mim, sempre, a primeira pessoa, aliás, minto so abro mão de algo que quero, pro meu filhão,Ariel Vinicius de 7 anos, e isso quando ele merece, esse é meu bebezão da estrela.

    Sarah Oliver · 28 de novembro de 2016 at 15:10

    Podre, podre, podre de chique!kkkkk. E assim que falo quando vejo algo estupendo. Aí me dê de presente esse negócio ai que espicha a cara. kkkkk Diz que é bom da peste.
    kkkkkLuciana. kkkk. Você vai no foco da coisa, se permite avaliar tudo, eita mulher. E isso porraaaaaaaaaaaa!kkkk
    Chega me empolguei Lu, você entendeu!kkk não me processe tá kkk.
    Sara Oliver

Cristina · 28 de novembro de 2016 at 13:14

Oi a todas as meninas que vao ler este meu depoimento. Aceito o seu desafio Sara. Entao aqui vai.
Tal como a muitas ja aconteceu levei um belo xute na bunda à perto de dois anos atràs. Nossa…. como doeu essa rejeiçao. Os dias foram passando. A mente foi ficando cada vez mais lucida e cai… Na real. É isso aí. A verdade é que eu estava dormindo com o inimigo. Eu própria. As minhas crenças estavam a destruir-me por dentro. Na altura estava fazendo faculdade de medicina. Tudo começou a correr mal até que após inumeros ataques de ansiedade decidi abandonar o curso. Chorei dias a fim. Sentia-me perdida. Distante de mim própria. Aquela sensaçao de nada que nós pensamos que é um outro que deve tapar esse buraco. Pois… nao é. Essa responsabilidade é nossa meninas. O passo mais dificíl a se fazer é se olhar… todos os dias. Entendi nessa fase quais os meus sonhos, os meus desejos. E reconheci que nao estava a fazer NADA para que isso acontecesse. Imaginava que quando se gosta quer a nivel de relacionamentos quer a nivel profissional a coisa tinha que ser fácil. Mas nao. Existem sempre desafios. Existem sempre caminhadas mais duras de se fazer. Mas… pior do que isso é nao abraçar o que a vida, Deus ou o Universo nos estão a querer mostrar. Abraçar o desafio na fé de crescer tanto a nivel humano como também como mulher. Hoje, aos 32 anos de idade faço faculdade de fàrmacia e mesmo ainda nao estando com o meu copo a transbordar estou no caminho. Citando um amigo meu :” nesta vida vou buscar o que me pertence. Jamais permitirei que desista de mim próprio”. E aí meninas… vamos buscar o que queremos? Os nossos sonhos? Eles estao ai… por um copo bem cheio a transbordar. Pode nao ser sempre um mar de rosas… mas desistir??? Porque nós mulheres somos uma força da natureza!
Cris Santos

    Sarah Oliver · 28 de novembro de 2016 at 15:13

    Cristina
    Me senti sentada na mais alta montanha e dizendo: ahummmmmmmmm! Quase entrei em transe. Eu não sou doida, tem gente mais doido que eu que se permite entrar nos buracos mais ocultas e ver a sua face negra. E cá entre nós, a gente verá a luz, tu está vendo a luz, até eu vi a luz.
    Foca, foca e fé. Você vai conseguir.
    Sara Oliver

Uma nova mulher · 28 de novembro de 2016 at 13:17

Que oportunidade otima! Eu havia comentado antes, mas procurei sua resposta acho que voce nao me respondeu Sara 🙁 Mas nao tem problema kk, voce tem me ajudado muito!
Eu sou muito pouco experiente, tenho 18 anos apenas e acabei o namoro a menos de 2 horas (eu pensei bastante para tomar essa decisão visando principalmente seus posts sobre ter “ser fime” e “Não existe só Ele no mundo!”. Obrigada de verdade <3
Eu estava em uma relação que não estava sendo valorizada e vinha percebendo semelhanças do homem com quem eu estava com o homem que minha mae havia se separado há alguns anos e que fazia ela sofrer. Ou seja, da pra ver que a melhor alternativa era pular fora ne?
Por mais que eu ainda goste dele (sim, isso não tem como sumir de repente), mas eu pensei mais em MIM e no MEU futuro, nos MEUS planos e na MINHA vida. Porque eu sou a pessoa mais importante na minha vida! Finalmente estou de consciencia limpa, saindo de um relacionamento em que me doeu por completa e fui uma ótima namorada. Mas infelizmente, não fui valorizada como deveria. Havia bastante ignorancia por parte dele e desleixo, as vezes nas brigas ele me fazia se sentir culpada quando na verdade era ELE quem estava com a culpa de tudo que estava acontecendo. Acho que isso é uma especie de jogo que os homens fazem para afetar as mulheres ne? É uma pena.
Só fico triste pelo TANTO que me doei e ele quase não fazia esforço. (Sem falar que era daqueles tipos filhinhos de mamae que ainda recebe roupa lavada, comida na boca com seus quase 20 anos).
Enfim, eu sou muito nova e não mereço sofrer tanto, por isso decidi tomar essa decisão. Quando me sinto insegura sempre venho aqui para reafirmar meus pensamentos com voce Sara!

OBRIGADA MUITO OBRIGADA POR TUDO! Agora vou focar mais em mim 😀

    Sarah Oliver · 28 de novembro de 2016 at 15:16

    Uma nova mulher
    Se eu fosse homem num site de relacionamento eu te pegava só para descobrir essa nova mulher e saber se era tudo verdade. kkkkkkkkkkkkkkk.
    Você pode ser jovem, mas quanto mais cedo você começa a fazer conclusões do que é melhor para você e definir isso mas a chance de lá frente você colher os louros da sua disposição.
    Vai indo, vai fazendo, vai avaliando e vai se firmando todo os dias um pouquinho.
    Sara Oliver

Biaprincesa · 28 de novembro de 2016 at 13:29

Bom, estou retomando meu projeto de mestrado em piano. Comecei a reestudar as peças, quero focar nisso com força!

    Sarah Oliver · 28 de novembro de 2016 at 15:18

    Biaprincesa
    Nem me fale, eu fiz conservatório por 10 anos, e tocava orgão eletrônico na banda da igreja que frequentava quando tinha 18 anos, tenho um teclado em casa empoeirado que de vez em quando eu toco para desenferrujar, mas me falta tempo e sempre quando pego meus filhos não me deixam fazer a coisa serenamente com toda a educação que o momento pede. Música exalta o que mais temos de valioso e isso é um dom de Deus. Se firme nisso, colherá bons frutos.
    Sara Oliver

Lily · 28 de novembro de 2016 at 13:38

vou contar algo pra vocês que so meu ex sabe porque tenho vergonha e medo que alguem saiba e me julgue. Eu adoro sexo selvagem. tenho vontade e disposição para fazer todo dia. Sara eu gosto demais.Só estou me controlando de não ir atras dele, porque lê o que voce posta me ajuda muito, sei que perderei totalmente o meu valor. Vivo com isso, dentro de mim e não posso falar pra ninguem, moro em uma cidade pequena e moralista, tudo é errado e permitido aos homens.

    Sarah Oliver · 28 de novembro de 2016 at 15:21

    Lily
    Não quebre a regra da coisa! Você pode gostar sim do sexo selvagem, mas que adianta fazer e ficar escondendo e tentando mascarar seus desejos. Ninguém precisa saber, mas você se aceitar porque gosta disso é a máxima que tem que buscar. Fodasse a cidade, as pessoas que são moralistas. A xana é sua, os desejos são seus. E quem está se permitindo sentir isso e você. Dane-se todo mundo e o planeta. E claro faça o que te dá vontade. Gostar não tem nenhuma mal nisso, desde que é feita com consciência e sem machucar ou atrapalhar ninguém.
    Sara Oliver

Bruna · 28 de novembro de 2016 at 14:01

Eu decidi largar meu no Banco e realizar meu sonho de morar no Canadá. Sou apaixonada por este site em muita situações difíceis que estava passando visitava o site e me sentia melhor mais poderosa. Demorou para a ficha cair, mais agora tudo que vc fala cai como uma luva. Hoje nao sou mais aquela menininha que se divorciou … que foi traida… to me cuidando … to me amando … e é neste caminho que todas devem ir para encontrar o maior amor da dua vida: Vc !

    Sarah Oliver · 28 de novembro de 2016 at 15:24

    Bruna
    Porque faz isso, coloca essas frases de efeito, estou tão radiante com tantas coisas lindas que muitas meninas tem me contado que ai você vem e diz: e é neste caminho que todas devem ir para encontrar o maior amor da sua vida: Você. kkkkk Casa comigo na próxima reencarnação vai kkkkk. Você virá homem ou eu tanto faz, mas a gente vira alma gêmea e mora no Canadá forever.
    kkkkkkkkkkkkkk
    Parabéns mulher! E isso mesmo!
    Sara Oliver

Bruna · 28 de novembro de 2016 at 19:09

Bom Sara sou a Bruna uma pessoa etremamente estressada porém com um coração enorme tenho planos objetivos p alcançar e não tenho tempo p ficar me martilizando por quem não quer nada comigo passei por um relacionamento muito conturbado a 2 anos fiquei com o traste 5 anos era loucamente apaixonada por ele fazia tudo oq ele queria depois q terminamos eu me tornei uma pessoa muita feia depois d um ano e meio tive um “relacionamento” onde fiquei com o bonitinho 3 meses depois vi q não era p mim e cai fora há uns dois meses conheci uma pessoa q d início era um cara extraordinário o homem dos sonhos… No começo ele ligava todos os dias mandava msg toda hora queria me ver todo dia não tocou em momento algum em assunto d sexo falou q queria namorar e tal ai saímos umas três vezes e eu não fui p cama com ele logo d início quando aconteceu foi super natural aconteceu pq os dois queria depois d um tempo ele começou se afastar falar q estava cheio d problemas mais q gostava muito d mim a eu não tinha culpa e me pediu perdão mil vezes mais q iríamos conversar pessoalmente até q um final d semana ele estava d folga e sumiu sexta e sábado e veio aparecer so domingo me pedindo desculpa q ele tinha misturado as coisas q precisávamos conversar e eu não respondi a msg dele depois d uma semana resolvi voltar falar com ele ai ele ficou com esse papo d q gostava muito d mim mais estava cheio d problemas mais q precisaríamos conversar pessoalmente e ficou nessa e não tomava atitude até q eu mesmo decidir sumir e não mais falar com ele To chateada pela situação mais conformada e não falo mais com ele

    Sarah Oliver · 29 de novembro de 2016 at 08:56

    Bruna
    Você é estressada e impulsiva esqueceu de mencionar. Troca de parceiro como quem troca de roupa e olha só uma coisa que peguei: você não avalia nada. Você deu a ficha completa de todos os seus boys que passaram na sua vida. E como você respirasse homem o dia inteiro. Não li aqui nada sobre você dizendo que está buscando se melhorar, fazer diferente, que viu que você tem que mudar algumas partes do seu comportamento ou que seja falando sobre seu futuro.
    Desculpe, você ainda não está se permitindo. Essa semana não é para o ex que passaram na sua vida, e para você.
    Volte aqui e me conte de você ok?
    Sara Oliver

Mel · 28 de novembro de 2016 at 22:52

Sarah … estou passando por um fim de um relacionamento complicado. Namorei por quase 4 anos. Com múltiplas idas e vindas.
Ate que um belo dia comecaram as agressões físicas. Um dia cansei e abrir o jogo pra família. Ele ficou em desespero só no pé e eu não queria mas. Até que reatei novamente escondido de todos. Terminamos novamente e dessa vez ele foi curtir a vida é foi onde meu desesperou apareceu fui atrás deixei meu amor próprio de lado, implorei pra ele voltar. Ate que houve a volta e fds passado aconteceu de novo mais uma agressão e demos um tempo.
Foi onde ele resolveu terminar cheio da razão, eu ceguei, perdi o controle de consciência, até minha dignidade. Implorei não deixei ir embora. Chorei fiz o circo todo. E ele não quis continuar.
Agora estou só os trapos mesmo sabendo que ele tá me fazendo um favor pois onde tem agressão tem risco.
Mas minha possessão por ele n me deixa viver em paz.
Me ajuda!

    Mel · 28 de novembro de 2016 at 23:53

    Esqueço de falar a parte em que houve um tempo por eu ter descoberto conversas delê com outras e isso ter quebrado a minha confiança sobre ele. Eu pisei demais nele. Ele tbm já teve seus dias de humilhação. Eu terminava hj é hj mesmo estava com outro e como moramos em cidade pequena ele por sorte ou não sempre dava de cara eu saindo com o outro. Eu fazia isso por achar q estava no meu direito de dar o troco por ele ter quebrado minha confiança.
    Mas hj ele acordou pra vida e agora me encontro nessa situação.
    Penso 24 hrs nele, estou evitando sair de casa pra n ter q vê ou saber dele com outra ( e olha q sempre eu saia e caia na farra) enfim o barco virou.
    E eu tô comendo o pão q o diabo amasou.
    Preciso de ajuda!
    Bjs

      Sarah Oliver · 29 de novembro de 2016 at 08:59

      Mel
      Continua com o desespero, descontrole, e assim que você pensa em resolver as coisas? Reflita no seu comportamento, suas atitudes, reflita te peço.
      Sara Oliver

    Sarah Oliver · 29 de novembro de 2016 at 08:58

    Mel
    Você deve ter lido o que escrevi no post, hoje é dia de você se aventurar por você. E não falar das crises que está sucedendo na sua vida agora. Pedi isso, mas acho que não prestou atenção! Quando você se boicota desta forma, só mostra que você está amarrada na situação. Vou te pedir, fala dos seus defeitos, das suas formas de agir, sem mencionar o cara tá bom? Estou esperando.
    Sara Oliver

mari · 29 de novembro de 2016 at 00:21

amei sua idéia, você é ótima..

bom, eu me acho uma menina que só tem idade de mulher, que gosta de ser realista.. amo demais gatos e ler livros.. sou bem ansiosa e tenho cara de poucos amigos porém gosto de ter com quem conversar e relaxar.. eu faço faculdade e sonho com minha independência total.. as vezes me acho fora do padrão pois não penso e não quero filhos, nem marido, nem casamento, nem família.. sonho em viajar pra onde quero e ter uns 5 gatos kk sou incrivelmente perfeita com meus defeitos, me amo exatamente assim ?

    Sarah Oliver · 29 de novembro de 2016 at 09:03

    Mari
    Cuidado viu, nem sempre o que a gente planeja acontece. Fala que você tem sim projetos viu, mas que tudo acontecerá conforme Deus assim quiser. Faça a sua parte, siga a sua vida de boa sem fazer mal a ninguém. Cuide de você. Porque você pode pensar que não tem motivações para casar, ter filhos, mas destino te prega peças.
    Então esteja preparada para os escorregões com a vida dá. E fique atenta.
    Aceitar seus defeitos e defendê-los já é uma grande aliada na hora que alguém te querer mudar. Diga: to ligada nos meus defeitos beleza? Mas são meus não seus.kkkk
    Sara Oliver

Ni · 29 de novembro de 2016 at 00:44

Olá Sarah,
Tive 4 relacionamentos. Ambos foram pelo mesmo caminho. Todos com intervalos de um para o outro muito curtos.
Namorei um quando tinha 17 anos (ele com 24) , no início tudo muito bem até que fui enjoando de tudo (beijo , sexo…), mas não queria terminar com a pessoa. Talvez com receio de ficar sozinha já que nunca fui de ter muitos amigos. Ele me tratava super bem, vivia com presentinhos, primeira noite foi mega romântica ( com tudo que tinha direito, flores, joias, lingerie – ganhei tudo para esse momento). Acabei idealizando esse cara pra minha vida. Conclusão tive 3 namorados após ele e até hoje esse “fantasma” me assombra. Faço comparações o tempo. Fico pensando que se uma situação fosse com ele seria diferente. Conto sobre tudo que aconteceu no nosso namoro, falo sobre coisas que ainda tenho guardadas (lingeries por exemplo), diariamente falo sobre algo q aconteceu. Os relacionamentos duraram em torno de um ano e meio e eu sempre falando sobre esse ex com todos. Terminamos em 2008, 2009 não lembro agora e nos reencontramos em 2014. Foi muito gostoso, mas acabei vendo que essa pessoa q idealizei durante todos esses anos nem no próprio existia mais. Tomei uma porrada muito grande (traição) vindo dele, uma pessoa q eu jamais esperava e uma decepção ENORME. Pirei. Tive atitudes q jamais achei q teria. Fui possessiva, me coloquei para 10000000000 plano. Quis continuar com a pessoa mesmo sabendo o q estava acontecendo só para não deixa-l o ir e ficar com outra pessoa. Conclusão ele terminou… fiquei implorando pela volta.. não aconteceu. Achei q fosse morrer. Passado um mês e pouco ele me procurou e eu consegui ignorar por completo. Fiquei feliz por isso.
Conheci uma pessoa dois meses depois no início foi maravilhoso até que voltei com a história de falar do tal ex, fazer comparações e conclusão. O cara se sentiu muito mal. Chegou a terminar uma vez. Consegui voltar. Voltando… comecei a ficar fria com ele, meio que enjoando e ele sempre insistindo em ficarmos bem, terminamos mais uma vez e depois de uma longa conversa reatamos. Mas assombração desse ex. Ai eu já não queria mais beija-lo com frequência, sexo nem se fala. Veio o lado Tb negativo. Esse atual tem muitas AMIGAS meu ciúme era demais, não confiava nele, ainda mais pelo que tinha passado.
Conclusão ele terminou pela 3ª vez na terça passada(22/11).Ele comprou uma passagem para viajarmos no meu aniversário e 2 horas antes de irmos para o aeroporto ele virou e falou que cancelou a viagem e terminou o namoro. Disse que não ia viajar com uma mulher que estava cagando pra ele. Uma covardia isso. Que cancelasse antes. Que falasse antes. Não 2h antes de sairmos de casa. Aí começaram as alfinetadas pelas redes sociais, principalmente com essas AMIGAS que eu não gosto (curti, comentar, piadinhas) e estou nessa “depre”. Fico fiscalizando… ele sem dúvidas está fazendo para alfinetar, pois sabe que me incomoda e eu estou nessa. Sou muito linguaruda… falei pra várias pessoas o que aconteceu para terminar (muitos estão agora sem entender como a pessoa perde dinheiro desse jeito… falam que tem alguma coisa errada) e não sei o que fazer. Hoje vi q ele add a ex namorada, curtiu fotos dela…
Não sei se o sofrimento é pelo fato de perder as coisas q tinha com ele, nossos compromissos, as ajudas q ele me dava. Se é por medo de ficar sozinha, pois tenho pavor disso e por isso acabo sempre engatando um relacionamento no outro sem espaço para respirar.EU NÃO SEI SER FELIZ SOZINHA, QUERO SEMPRE TER ALGUÉM. A frase antes só do q mal acompanhada NÃO SERVE pra mim. Não consigo enxergar meu sentimento ( o que sinto por ele realmente) foi uma porrada Tb. Ainda mais pelo meu aniversário. Pensei em não excluir das redes sociais para fazer diferente dos outros relacionamentos. Não deixar ele perceber q está incomodando. Mas está pra caramba!!!!
O que me diz sobre essa questão desse ex q me persegue e sobre esse ex (recente).

    Sarah Oliver · 29 de novembro de 2016 at 09:05

    Ni
    Você entrou no desafio ou não? Que é falar só da sua pessoa? Porque você contou tudo que aconteceu nos suas relações? E eu só pedi para falar de você.
    Volte se assim quiser e fale apenas de você. Que seja que você não gosta de viver sozinha, que tem apego, que é carente, mas fale de você. Me conte seus defeitos pode ser?
    Sara Oliver

Mimi · 29 de novembro de 2016 at 07:18

Tenho 34 anos sou arquiteta e engenheira ambiental, estou fazendo carreira no exterior e amo viajar e explorar o mundo. As pessoas ate me acham um pouco louca pela facilidade que Tenho de do nada comprar uma passagem e Fazer as malas nem q seja so por um fim de semana…. Minhas amigas e familia dizem que sou bonita , inteligente, que Tenho uma gama ampla de assuntos interessantes pra conversar com gente de todas as idades e que nao entendem porque eu nunca Tenho namorado…o que acontece comigo e o seguinte, ate um tempo atras eu era extremamente ansiosa e um pouco negativa e sempre achava que quando as coisas estavam indo bem, elas iriam pelo ralo a qualquer momento, pois afinal de contas era bom demais pra ser verdade…eu me dedicava aos relacionamentos, dava o melhor de mim, mas sempre acabava mal. Eu sempre fui extremamente independente e meio autoritaria, decididida ate demais,..isso assustava os caras com quem eu saia..um chegou a me dizer que eu nao precisava dele pra nada……olha so…. Eu tinha um trauma de infancia, devido ao meu pai que abandonou a nossa familia quando eu tinha 3 anos..eu tive nessa idade que ter estrutura pra Fazer a minha malinha e a da minha mae, que estava emocionalmente destruida…depois carreguei isso por todos esses anos…senod forte e sempre muito independente …sem deixar ninguem tentar cuidar de mim nem por um minuto….hoje em dia sinto que perdoei meu pai e estou seguindo em frente…mas sempre que Tenho algum tipo de relacionamento os caras me dizem que comigo as coisas caminham rapido demais pra um relacionamento serio e que isso os assusta,.,que eles nao sabem explicar o que e, que as coisas comigo so boas demais pra ser verdade etc…e eu sempre acabo encontrando o mesmo perfil de homem..mais novo que eu, bonito e recem saido de algum relacionamento longo…ou seja, que nao querem se envolver pelo menos no momento em q me encontram..parece que sempre encontro a pessa certa no momento errado…e alguns acabam se envolvendo…mas quando percebem , correm….se isolam, ou ficam no vai e volta…e extremamente confuso e desgastante…. o efeito boomerang tb acontece muito comigo..o do ex tipo Jason do sexta feira 13 que quando vc pensa que ta morto, ele volta? kkkkk…mas nao da certo…estou realmente numa fase em que estou com tudo no lugar, estou fazendo terapia uma vez por semana e buscando evoluir espiritualmente e como pessoa a cada dia….so seria legal ter alguem ao lado…alguem pra somar….mas ta complicado….quando eu penso q “dessa vez vai” a coisa sempre desaba….

    Sarah Oliver · 29 de novembro de 2016 at 09:18

    Mimi
    Olha só, você tá com o pulso virado mulher. kkkk. Digo entendendo tudo, entendendo as síndromes, as atitudes do cara. E sabe o que posso dizer mais um pouco? E que você sabe que o problema não está com você, mas para os homens essa consistência sua atrapalha. Não pense que você é única que passa por isso. Estou vivendo nesta fase, e já ouvi um cara dizer: onde cabe um homem na sua vida? Mas eu até brinco com esse embrolho em que sentido? Sabe vamos julgar que você é um livro sabe, grosso,bem encapado com 1000 páginas. Aí o cara te conhece, e pá você se mostra como é, esse furacão, o cara não quer ter o trabalho de abrir a página, alguns até curiosos vão até o prefácio e acabam desistindo de ler o contéudo completo.Para te acessar inteiramente e você se mostrar como é, precisa de tato, de interesse, de pesquisa entende? E agora te pergunto: que mundo estamos? A gente tem acesso tudo de forma tão rápida e eficiente, as pessoas não querem perder tempo de te descobrir, ao invés disso porque não pular para outra e outra e vai escolhendo? E mais fácil, vantajoso e com múltiplas escolhas. Sacou?
    Para entrar o cara tem que querer abrir o livro, te ler página por página e saber que existe um ser que tem muita coisa para oferecer é só ele buscar isso e estar disposto.
    Mas infelizmente esbarra na vontade do outro, no poder de escolha do outro e você não tem como fazer nada,apenas seguir e respeitar.
    Não esquenta, se não for para acontecer pelo menos você está vivendo e curtindo e aceitando tudo que é. O resto é resto. Vale mais o que você é. E você sabendo disso é o que importa.
    Sara Oliver

Natasha · 29 de novembro de 2016 at 07:24

Olá, Sarah
Primeiro, quero agradecer. Seus textos me ajudaram muito a me encontrar na vida e crescer depois de um pé na bunda BEEEEM dolorido. Bom, e juntando eles com terapia, livros, e o amor por mim mesma que eu já tinha perdido ha tempos estou crescendo demais. O amor próprio esta ótimo.. pra vc ter uma ideia, antes quando alguém me elogiava eu negava, agora só sorrio e digo obrigada, algo simples, mas que reflete muito. Bom, sou jovenzinha ainda, 22 anos. Além da terapia que comecei a fazer por mim mesma, também comecei a correr, e tô vendo de começar em um cursinho ano que vem para entrar em uma boa faculdade em 2018. Tô saindo muito mais que fazia há um mês, conhecendo gente nova, conversando com um monte de caras, revendo amigos, e sendo vista! Tô até dançando e usando saia por ai, o que acredite, antes jamais faria. Você precisaria conhecer o meu antes pra entender o quão resignada e na zona de conforto eu estava, medrosa e com medo do mundo. Agora, tô cheia de gratidão e com a certeza que Deus preparou algo maravilhoso pra mim, é só esperar nele que o melhor virá!!!!

    Sarah Oliver · 29 de novembro de 2016 at 09:36

    Natasha
    Você nem precisa me dizer eu já tenho uma ideia parcial de como você era antes de fazer toda essa avaliação. A gente parece que segue o mesmo ritual quando precisamos mudar realmente. Que durante o nosso trajeto acontece fatos que não tem como passar batido, precisamos olhar e encarar tudo, e você fez isso, e o que basta.
    Sara Oliver

Carol · 29 de novembro de 2016 at 07:32

Olá Sarah!
Estou saindo de um relacionamento de 8 meses, onde no começo tudo era maravilhoso. Acho que eu nunca tive um homem tão apaixonado como esse ao meu lado. Tivemos algumas crises durante esse tempo, mas sempre eu sumia e ele corria atrás até tudo ficar bem. No último mês tudo mudou mto de repente! Eu me vi sofrendo muito por um cara que começou a me procurar 2x por semana! A partir do 4 mes as coisas ja nao eram tão românticas, mas ficar 4 dias sem falar comigo (sem ter acontecido nada) foi o cúmulo. Fui firme e não corri atrás. No domingo ele me convidou para jantar (depois de passar o feriado, a sexta e o sábado longe né?) e eu aceitei. Terminei com ele nesse dia, pois tinha passado a semana inteira angustiada, sem dormir direito. Todo mundo perguntava porque eu parecia tão triste. Nesse dia eu vi o homem de antigamente ao meu lado. Ficou com os olhos cheios de lágrimas e me explicou várias coisas sobre a familia dele, sobre não me assumir para eles. Disse que não tinha uma relação intima com eles, falou que ia mudar, que ia me pedir em namoro em breve. E a boba aqui deu mais uma chance né? As coisas mudaram nos primeiros dias e depois me peguei sofrendo novamente, tendo gastrite, andando ansiosa por ai e esperando a proxima mensagem do bonito. Nessa ultima semana as coisas melhoraram, ele me chamou para sair 2x na semana e eu fui. No sábado terminou comigo, pois disse que nao ia conseguir namorar, que nao queria mais se sentir mal, pois sabia q eu tinha expectativas. Que tinha tentado mudar, mas nao conseguiu! Nós tinhamos um relacionamento de namorados desde a primeira semana que começamos a ficar. Saiamos 2x ou 3x por semana, ele ja frequentava os lugares com os meus amigos e eu com os deles. Ele sempre falou que nao ficaria mais com ngm, parou de ir em balada e tal. O que custa assumir algo que a gente já tinha? Percebi nesse momento que só estava atraindo gente assim para a minha vida. Gente que faz de tudo para não entrar em um relacionamento. Deveria ter sido firme e ter terminado realmente ha 2 semanas. No dia seguinte após o término eu chorei, me humilhei, pedi pra voltar e ele disse que conversaria cmg quantas vezes eu quisesse, mas que por hora achava que era isso mesmo. Na segunda feira eu ja acordei bem melhor e hoje também. Acho que ja havia perdido o meu companheiro há mto tempo sabe? Não consigo sentir absolutamente nada! Estou seguindo firme na dieta, focando na minha viagem de férias e nas minhas amigas. Sei que preciso arrumar muita coisa aqui dentro antes de me envolver com alguém de novo e na próxima vez saberei escolher melhor para não perder tempo com pessoas que te querem ao lado, mas são egoistas demais para te oferecer algo.

    Sarah Oliver · 29 de novembro de 2016 at 09:38

    Carol
    O cara não está mais na sua vida, precisa focar em você, está disposta? Você sofre, deu chances pro cara, valeu a pena? Não. Encerra o ciclo, aceite a perca e levante a poeira. E fale de você, tudo que precisa fazer para se encontrar. Estou aqui querendo saber.
    Sara Oliver

Gabs · 21 de janeiro de 2017 at 14:25

Ao optar por dar um gelo, devo sumir de tudo e ficar com o celular ligado ou simplesmente ignorar? Estou confusa quanto a isso. Já estou com o celular desligado há dois dias. Devo continuar? Ou ligo e deixo ele perceber que as mensagens no wpp estão sendo recebidas, mas não visualizadas..

    Sarah Oliver · 23 de janeiro de 2017 at 10:15

    Gabs
    Se tu não sabe como dar gelo, porque está fazendo? Se tem dúvida porque faz?
    Gelo é quando você sabe o que quer, porque quer e porque está dando. E quando não existe dúvida alguma sobre o que decidiu para você.
    Se a dúvida sua e exatamente como se comportar te garanto, se ele entrar em contato com você, você não vai saber como falar ou dizer.
    Primeiro estude o caso, avalie, e faça. E claro tenha segurança primeiro. Se você está se apresentando com toda essa dúvida de como dar o gelo, imagina se ele aparecer de repente na sua frente depois de alguns dias sumida? Você vai tremer toda ou ficar tão impactada que nem vai saber como agir. E o cara vai perceber. Já viu como é o enredo né?
    Dê gelo quando tiver segurança nas suas decisões, do contrário não.
    Sara Oliver

E aí, o que acha? Comente!