Estava pensando esses dias, porque em pouco tempo que conhecemos alguém já nos vinculamos tão rápido?

Logo nos apaixonamos. Tem pessoas que com duas semanas, um mês já está perdidamente apaixonada por um homem. E com isso surgiu meu interesse em desvendar esse processo de se apaixonar tão rápido.

Lembrei-me de quando conheci meu ex, porque fiquei igual uma retardada querendo ele, vivendo por ele, respirando o ar que ele respirava. Como começou essa loucura de querer alguém tanto assim?

Descobri porque e vou lhes contar.

A gente se via 2x por mês, por causa da distância, então não tínhamos muito vínculo afetivo, por conta dos km que nos separavam. Mas meninas, quando estava com ele, as horas passavam rápido, os momentos eram calorosos e únicos. Mas adivinha?

Quando eu retornava para minha cidade, eu ficava lembrando tudo que tínhamos. De tudo que eu sentia quando estava com ele. Bingo.

O problema não era quando eu estava ao lado dele, e sim quando eu voltava para minha vida e ficava recordando dele. Eu me apaixonei por lembrar, por isso me vinculei tão rápido, por isso apaixonei na velocidade da luz.

Agora reparem no seu caso, na sua relação com esse homem, como é?

Quando não estão juntos, você pensa nele, recorda dos momentos, do toque, da pele, dos beijos, da cama? Vixe ferrou!

Você está em sérios apuros, a paixão vai te consumir, e vai te deixar apenas pensando no sujeito o tempo todo.

Como se livrar dessa coisa entorpecedora que nos faz perder o senso e o equilíbrio?

Não pense nele depois. Desvincule dele quando estiver sozinha. Quando estiver perto, beije-o, dê todo o seu entusiasmo, esteja presente entendeu? Depois você simplesmente vai viver sua vida e não fique querendo reviver em pensamentos tudo que aconteceu de intimidade com vocês.

Eu descobri isso foi justamente agora, porque eu fiquei pensando: porque não me apaixono com aquela pressa de antes?

Porque agora eu simplesmente fico com o cara, e vou cuidar das minhas responsabilidades que são muitas. O cara pode ser carinhoso, atencioso, um amor de pessoa. Mas eu não fico vivendo os momentos por mais belos que sejam. Eu abstraio, eu consigo enfim racionalizar, sem toda aquela bagagem emocional que é querer o cara o tempo todo.

O segredo é ocupar sua mente, com algo fora do campo amoroso. Se dê evidências, se dê prioridade. Pense em você e não no moço.

Porque se você o ver, ficar, se relacionar, e depois viver pensando em tudo que tiveram, reprisando e fazendo planos, programando finais de semana? Pronto, a paixão chega.

E ela vai te entorpecer e deixar você boba, com os olhinhos brilhando e só enxergando o boy na sua frente. E tudo colorido, tudo lindo!

Não estou dizendo que a paixão é ruim, ela é contagiante, você só pensa no fulano, mas se a paixão faz você querer estar com o cara 24 horas por dia, falar, ligar, mandar mensagens, como fica você na história? Cadê você?

E aí que começa o processo de se anular, vinculação no outro, perder a si mesma na paixão arrebatadora que você sente por ele.

Então quando estiver conhecendo um homem pense no que disse a vocês. Onde começa tudo! Esse é um dos pontos porque os homens conseguem demorar mais tempo para se apegar a uma mulher. Eles conseguem separar as tórridas paixões da sua vida particular. Isso nos deixa nervosas não é mesmo? kkkkk

Eu descobri isso hoje, e você vai demorar quantos anos para se ligar nesse paranauê todo?

Ah é não pense nele depois!kkkkkk

Sara Oliver

 

 

 

Siga-me nas redes sociais

4 Comentários

Joy · 24 de fevereiro de 2017 às 10:38

um dos melhores textos, Sarah! Muito obrigada por compartilhar. Infelizmente é um hábito arraigado que as mulheres tem, pois aprendemos que é romantico e belo nos deixarmos levar pela paixão, achamos que é sinal de amor.

Fabiana Rosangela da Silva · 24 de fevereiro de 2017 às 15:45

É verdade tudo isso que vc escreveu e não tinha pensado por este lado e várias vezes cometi esse deslize de só pensar no cara e ficar apaixonada depois. Maravilhoso texto.

Flor · 24 de fevereiro de 2017 às 16:54

Acho q é por aí, msm…rs

kalina · 25 de fevereiro de 2017 às 00:44

Hj eu passei exatamente isso q o texto explica…Fui reler as conversas q tive com meu ex por zap, vc de certa forma revivi, mas pra minha surpresa fiquei com vergonha de mim mesma era tão burra, ele me dava tanto perdido e eu lá descutindo, tentando arrumar as coisas, sempre c esperança qque um dia ele agisse certo e reconhecesse me valor, sendo que aqui no blog eu aprendi q só nós podemos nos dar esse valor que queremos, e que se o homem q estamos nos relacinando não o reconheceu, cabe a nós seguirmos, aprendi que a valorização está dentro de nós, a do outro sempre vai ser consequência da nossa. OBRIGADA POR TUDO SARA, DEUS TE FAÇA MUITO FELIZ.

E aí, o que acha? Comente!