Fico pensando na quantidade de mulheres que estão desesperadas para arranjarem um companheiro pra vida, que seja bacana, mas em contrapartida, essas mesmas mulheres não sabem se comportar ou não entendem como funciona a cabeça de um homem…

Até aí tudo bem, mas sabe o que eu reparo? Que as mulheres ditas como loucas, ou chamadas até mesmo de ciumentas, geralmente estão em relacionamentos sérios, e os homens são apaixonados…

Sabe o que é isso? A forma dessas mulheres se imporem.

Novamente, vem a questão da energia que ela passa, que é a energia de não ter medo, a energia de que “se ele fizer merda, não pensarei duas vezes para dar um pé na sua bunda…”

E essas mulheres não aceitam menos do que elas merecem… elas não aceitam migalhas.

Se conhece um homem e este não assume um relacionamento ou não demonstra o interesse suficiente, ela que não irá ficar ali pra ser tratada como lanche, ou pior, ser enrolada… Ela geralmente pensa mais racionalmente e não emocionalmente, ou é movida pelo medo de ficar sozinha…

Já parou pra pensar na sua vida? Será que você não está com medo de ficar sozinha, e por isso tem aceitado coisas da qual jamais pensou que aceitaria? O medo trava a vida das pessoas, e é somente perdendo o medo e mudando o modo como você pensa, que mudará a sua vida e seus conceitos sobre relacionamentos e amor…

Conheço mulheres até mais velhas do que eu, mas que pensam emocionalmente como uma criança de 8 anos, quando se apaixona pelo mocinho do filme…

E o que eu andei percebendo, é que essas mulheres possuem crenças referentes aos relacionamentos do tipo:

“Casamento é pra vida toda, não pode largar o marido, mesmo ele sendo um cretino”

“Homens são assim, homens aprontam mesmo, temos que aceitar tudo de bico calado”

“Se você largar ele, não vai conseguir arrumar coisa melhor, homem tá difícil no mercado”

“Fica com esse aí mesmo, pelo menos ele está com status de marido ou namorado, melhor com ele que sozinha”

Entre outras…

Ou seja…

Mais uma vez o medo, medo de ficar sozinha…

E só quem perde esses medos, ou seja, quem aceita a sua solidão, e percebe que a única companhia que mais vale a pena na vida é a sua, e que se não for compartilhada com felicidade e amor, não é necessário estar ao lado de ninguém…

Quem perde esses medos, volta a ter a coragem de se arriscar, em busca da sua felicidade, em busca do que você REALMENTE quer pra sua vida…

E aí, será que você ainda tem MEDO?

 

[subscribe2]

consulte fácil lançamento maratona site livro desvendando o mistério compre agora

Escrito por

Linda Cristina

Coaching de Relacionamentos, Autoestima e Valorização Pessoal